Mais um no grito.

9 maio, 2010

Fala galerinha

A dois dias da tão aguardada Lista de Schindler, quer dizer, de Dunga, o Brasil se pergunta: “Por que não leva os moleques?”.

Não pense, apenas faça.

Vamos aos fatos. Paulo Henrique, o popular Ganso e seu super companheiro Neymar(avilha) fazem parte do ataque mais eficiente do país. São cobiçados por clubes europeus gigantes, carregaram um time desacreditado ao título do estadual mais disputado do país e acima de tudo encheram os olhos dos brasileiros jogando o futebol mais bonito que se viu no país desde seus antepassados Diego e Robinho (que além de companheiro deles vai pra copa).

Eu sei, Dunga tem seu grupo formado, carrega jogadores experientes, que compreendem o pesa de uma competição como a copa do mundo, que já estão acostumados a jogos importantes e blá, blá, blá…

Cansei dessa ladainha de jogadores experientes. De que adianta levar o EXPERIENTÍSSIMO Julio Baptista, penando por um lugar no time titular do AS Roma, com seu futebol grosseiro e carrancudo, deixando de fora Neymar e seus desconcertantes dribles?  Quem coloca a mão no fogo pra dizer que o Josué pode mudar um jogo se entrar em campo e o menino – porém muito consciente – Paulo Ganso não? Kaká e Ronaldo Fenômeno foram à copa com menos de 20 anos de idade, não entraram em campo, mas ganharam um bagagem absurda em suas carreiras. Faz um bem danado pra jogadores novos uma chance dessa. E pelo amor de Deus, pegaremos a CORÉIA DO NORTE. Será que nem nesse jogo os rapazes podem jogar?  Se Kaká for suspenso, se machucar, tiver uma crise de disenteria, ou simplesmente ficar com medinho, quem é seu substituto imediato? Quem tem bola o suficiente pra comandar o meio-campo canarinho?

São perguntas que aproximadamente 75% da população faz, já que segundo o Datafolha 25% dos brasileiros não gosta de futebol, ou melhor, são imensamente tristes. Como quiser.

Não critico o treinador pela sua metodologia. Se não os levar, apesar de ouvir muito, não terá cometido um ultraje. Estará apenas sendo fiel ao seu estilo e suas crenças de como treinar uma seleção. Até acho que levaremos o caneco sem eles. Confio até demais nisso, mas custa jogar um bom futebol também?

Só pra constar:

Paulistão 2010.

Paulo Henrique Ganso: 19 jogos – 11 gols; Neymar: 18 jogos – 12 gols.

Copa do Brasil 2010

Paulo Henrique Ganso 5 jogos – 1 gol; Neymar: 4 jogos – 9 gols

E o brasileirão já começou com um gol do Neymar.

Abraços fraternos

Douglas Ponso